A nova ARMAÇÃO das operadoras de celular

Mais de cinco anos se passaram desde que a competição começou na indústria de celulares, e a lucratividade das três grandes empresas de telefonia celular está próxima de zero e, no caso de uma delas – A partner-, provavelmente vai apresentar prejuizo nos próximos trimestres.

Das operadoras mais agressivas, a Golan Telecom (e outras) oferece um plano por 30 sq. com chamadas ilimitadas. Como eles esperam ter algum lucro?

Resposta. Eles empurram um monte da pacotes que ninguem precisa. Internet em quantidade a preços acima da média e televisão que ninguem quer. As vezes nem perguntam.

A principal tática que eles usam é “atualizar o pacote”, já que os volumes banda estão crescendo rapidamente, os clientes geralmente atingem o teto mensal com facilidade, e aí quando precisam de mais, pagam o preço.

A HOT Mobile começou a vender um pacote de internet com volume ilimitado de NIS 49 por mês e recentemente aumentou o preço para NIS 59 por mês.

A Pelephone apresentou o “pacote perfeito” – branding para vários pacotes que começam no NIS 60 por mês, que não inclui o uso  de Facebook, Waze, Whatsapp, e  Snapchatt . Até o momento, cerca de 250.000 clientes acabaram assinando a esses serviços.

O consumidor então fica indefeso e o custo mensal da assinatura triplica por cada celular na casa.

Presentemente um smartphone se tornou indispensável, e como tudo na vida, é  fundamental verificar todos os detalhes antes de entrar.

fonte: https://www.haaretz.co.il/1.4533742

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *