Governo de Israel AMEAÇA o Twitter

A ministra da Justiça de Israel alertou na terça-feira que o governo está considerando tomar uma “ação legal” contra o Twitter Inc. por ignorar os repetidos pedidos para remover o conteúdo on-line que estava estimulando ou apoiando o terrorismo.

A ministra Ayelet Shaked acusou a empresa de mídia social americana em uma conferência em Jerusalém de não contribuir para a luta do país contra o incitamento online, de acordo com um comunicado enviado por email do escritório dela.

“Organizações terroristas como o Hamas e o Hezbollah mudaram para o Twitter em vez do Facebook”, disse Shaked. “Através do Twitter, as organizações terroristas promovem o terror e incitam à violência, incluindo atividades públicas que realizam sem medo.”

O governo israelense aumentou os esforços para mitigar o efeito das novas tecnologias em seu conflito de longa data com os palestinos. As mídias sociais foram usadas para provocar uma onda de ataques de facadas em Israel no final de 2014, disseram políticos. Desde então, o governo tentou aprovar a chamada “Lei do Facebook”, dando a Israel as ferramentas para ter conteúdo “suscetível de levar a assassinato e terror” imediatamente removido, disse o ministro da Segurança Pública, Gilad Erdan, em dezembro de 2016.

O governo de Israel submeteu 12.351 pedidos para derrubar postos em 2017, quase seis vezes mais do que no ano anterior.

Embora não esteja claro quais medidas Israel está considerando contra o Twitter, “tais ações, se tomadas, seriam claramente incomuns”, disse Eran Peleg, diretor de investimentos da Clarity Capital KCPS.

fonte: https://www.bloomberg.com/news/articles/2018-03-20/israel-warns-twitter-of-legal-steps-over-incitement-to-terrorism

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *