Os filhos de Brasileiros crescendo em Israel: O que esta acontecendo?

Sair do Brasil é bom, e vir para Israel, melhor ainda.

Muitos fazem alyah já casados, ou na esperança que a mesma cultura ajude no matrimônio é comum que Brasileiros e latinos se casem entre si em Israel.

Os filhos saem especiais com diferenças, vantagens e desvantagens perante aos nativos. O ambiente em Israel é muito melhor para criar filhos, no mínimo.

A título de informação, e de apoio aos jovens pais nós vamos contar aqui algumas das propriedades desses filhos bi culturais.

Popularidade. É bem comum que esses filhos bi culturais sejam populares na escola, em geral por dois motivos:

  1. Personalidade. O Israelense é severo, disciplinado e vem de uma cultura marcada pelo exército e guerras. Ele é chamado de “sabra” um fruto com muitos espinhos. Já o Brasileiro é uma personalidade extremamente tranquila e alegre. Por natureza o Israelense gosta do Brasil e do Brasileiro e ser  de fora tambem tem seu charme.
  2. Amigável. Os pais imigrantes naturalmente desenvolvem uma ânsia por ser amigáveis na nescessidade de criar contatos no novo mundo, fundamental para sobrevivência. Os filhos herdam isso, inconscientemente, e isso se manifesta socialmente na sala de aula e outros locais.

Idiomas. Em geral essas crianças bi culturais  já  falam 2 idiomas pelo menos, ou senão tem muito mais facilidade de aprender, já acostumadas a escutar os pais dialogando em casa.

Não somente isso, a ciência da alfabeto latim, abre as portas para uma miriade de outras linguas, que o Israelense nato pode ter dificuldade em se familiarizar.

Independência. Ao contrário do Brasil, em Israel, a natureza da terra é que todos já sairam de casa aos 18.

Os charedim já dormem em seminários e a maioria da população já esta servindo exército em uma base militar, longe de casa. Se não sair, a polícia vem e busca a força.

Filhos de Brasileiros tem a idéia que o mundo é bem maior do que Israel bem clara e absorve independência muito mais fácil.

Parashat ha Shavua: Vayak’hel-Pekudei

Vale a pena mencionar que na Parasha Shemot 35:30

וַיֹּ֤אמֶר משֶׁה֙ אֶל־בְּנֵ֣י יִשְׂרָאֵ֔ל רְא֛וּ קָרָ֥א יְהֹוָ֖ה בְּשֵׁ֑ם בְּצַלְאֵ֛ל בֶּן־אוּרִ֥י בֶן־ח֖וּר לְמַטֵּ֥ה יְהוּדָֽה:וַיְמַלֵּ֥א אֹת֖וֹ ר֣וּחַ אֱלֹהִ֑ים בְּחָכְמָ֛ה בִּתְבוּנָ֥ה וּבְדַ֖עַת וּבְכָל־מְלָאכָֽה:

Betsalel, filho de Uri, filho de Hur, da tribo de Judá.

Ele o imbuiu com o espírito de D~s, com sabedoria, com percepção e conhecimento, e com [talento para] todo tipo de artesanato…

Rashi explica que Betsalel era filho de Miriam, a mesma que se arriscou para salvar o irmão, Moshé.

É o sacrifício e mérito dos pais que resulta em filhos formidáveis.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *