Prefeitura impõe lei separando homens e mulheres quando comem. Mulheres no fundo em transporte público

O município  ortodoxo no centro de Israel Modiin Ilit – kriat sefer submeteu um livro de regras de modéstia para todos os seus funcionários que proíbe que homens e mulheres viajem juntos ou se sentar um ao outro no trabalho, excluem saudações informais como “olá” e “adeus” e proíbe brincadeira ou discutindo problemas que não estão diretamente relacionados ao trabalho.

Enquanto o município de Modiin Illit, localizado entre Tel Aviv e Jerusalém, disse que o documento estava em circulação há anos e não era vinculativo, vários funcionários contaram que foram convidados a assinar o acordo, o jornal Haaretz publicou na Terça.

As proibições também se aplicam a homens e mulheres comendo juntos, comunicando-se uns com os outros após o horário de trabalho – mesmo em questões profissionais – e conhecer as famílias do outro. Eles especificam que homens e mulheres devem se sentar em escritórios separados.

Em contravenção das decisões do Supremo contra a segregação de gênero nos ônibus públicos, o documento também exigiu que homens e mulheres viajassem para o trabalho separadamente e que, se não houver alternativas, as mulheres deveriam sentar-se na parte de trás do ônibus e homens na frente, sem conversa entre os dois grupos.

O documento – “Regras de Comportamento no Local de Trabalho” – começou por alertar que “obstáculos sérios” poderiam resultar de homens e mulheres trabalhando juntos. Disse que as regras formaram as bases das relações entre homens e mulheres que eram “claras” para todos os que eram religiosamente observadores.

Modiin Ilit é   insuportavelmente quente no verão, consideravel parte da população não trabalha, e o pouco comércio que tem, é caro. a prefeitura, invez de concentrar em cuidar do lixo, registro de imóveis etc.. se dedica a dar palpite onde esposas alheias vão sentar no ônibus. Me parece algo condenado ao fracasso. Ainda assim, isso pode melhorar o desempenho interno da prefeitura.

Imagino tambem que nenhum candidato mencionou tal projeto durante as eleições…

 

fonte: https://www.timesofisrael.com/haredi-city-council-lays-down-law-on-modesty-gender-separation/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *