Israel construindo MURO SUBTERRÂNEO com trabalhadores Brasileiros

O exército israelense está acelerando a construção de sua primeira  fronteira subterrânea.

O muro de 40 milhas de comprimento percorrerá a fronteira de Israel com a Faixa de Gaza para combater os túneis que os militantes palestinos cavaram no território israelense.

De acordo com as forças armadas israelenses, dezenas de túneis, que funcionavam com dezenas de quilômetros de comprimento, foram construídos em tentativas de infiltrar-se no território israelense e realizar ataques.

“Isso muda o jogo competamente”, disse o porta-voz militar israelense, tenente coronel Jonathan Conricus.

Trabalhar no “obstáculo”, como os militares dizem, começou no verão passado. Cerca de 2,5 milhas já estão completas. Agora, o exército diz que está acelerando a construção, trabalhando 24 horas por dia, seis dias por semana – apenas para o sábado – completar a parede até meados de 2019.

Quão profundo subterrâneo o muro vai ser mantido em segredo. “É profundo o suficiente”, disse um alto funcionário militar israelense, que informou os jornalistas sob condição de anonimato de acordo com o protocolo do exército.

Em uma turnê de mídia na semana passada, soldados dirigiram repórteres em veículos blindados ao longo da fronteira entre Israel e Gaza, que foi transformada em um grande local de construção. Gruas, estações de produção de cimento, varas de vergalhão e montes de sujeira rejeitam a área.

A construção está sendo realizada por israelenses e trabalhadores da Rússia, Índia, Brasil e outros lugares. As postagens de observação ocupadas pelo grupo islâmico militante Hamas ficam ao longo da fronteira.

A barreira do túnel está sendo construída da mesma forma que construiríamos paredes para um estacionamento subterrâneo, disse o alto funcionário militar. Os trabalhadores exercem longas fendas no chão e os enche com bentonite fluida para bloquear temporariamente o espaço. Eles reduzem os aparelhos de vergalhão de 80 pés de comprimento, vários deles soldados no chão, bombeiam a bentonita e substituí-la por cimento.

Em cima da barreira subterrânea, Israel também está construindo uma cerca de fronteira acima do solo. O governo está instalando tecnologia de sensores para detectar quando militantes estão entrando em túnel perto da fronteira, dizem os militares.descobriu e destruiu três novos túneis que atravessaram o território israelense. O novo muro subterrâneo destina-se a impedir os futuros túneis – e os túneis existentes que Israel ainda não encontrou.

O Hamas e a Jihad Islâmica empregam milhares de pessoas trabalhando turnos de turno, cavando túneis dentro de Gaza, afirmou o exército israelense.

fonte:http://netnebraska.org/node/1112112

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *