100 mil dólares de uma fonte inesperada

Essa história esta no Livro Hey Taxi do Hannoch Teller.

Nos anos 70 uma Yeshiva no centro dos Estados Unidos, estava passando por dificuldades financeiras.

O gerente do banco extendia a cortesia de permitir que a instituição pagasse somente os juros, facilitando assim as despesas.

Mas como acontece nos EUA, o banco foi comprado e o novo gerente, ciente  da dívida, emitiu um ultimato:  Se a dívida não fosse liquidada, o predio seria confiscado, o valor, já bem acima de 100 mil dólares.

O rosh ha yeshiva, ciente da ameaça. começou por pedir donativos dos pais dos alunos, e lamentavelmente não conseguiu muito.

Tentou fazer sorteio, festa, mas tambem… a bem longe do que era necessário.

Então ele ouviu falar de um generoso dono de uma loja de ferragens na California, e decidiu que quem sabe ele podia ajudar. Para conter os custos, ele foi de carro.

No caminho uma intensa vontade de ir ao banheiro surgiu, e sem alternativa ele parou no cemitério. Logo após o alívio, coincidentemente um enterro judaico esta acontecendo mas faltava minian (10 pessoas) e o rav decidiu ajudar. Assinou o livro de convidades, falaram kadish e pode seguir a viagem.

Ao chegar na California, na reunião com o doador, ele se decepcionou, logo no início ele abriu uma gaveta cheia de contas:

  • Você tem dívidas? Eu tambem estou cheio de dívidas!

Deu um cheque de mil dólares, e o rosh ha yeshiva voltou, quase derrotado.

3 dias do final do prazo, uma carta de um advogado chega, contendo um cheque de 100 mil dólares.  Mas quem poderia ter dado tanto, insolicito ?

O falecido determinou na herança que seus bens fossem distribuidos a todos que comparececem ao funeral.

Moral da história: Não faltam maneiras para Ashem te dar aquilo que você precisa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *