Construir um prédio foi a única solução do hospital

Com o custo de moradia em tel aviv insuportável, o hospital Ihcilov, decidiu construir um prédio para funcionarios habitarem.

Na reunião de condomíno aparece toda sorte de profissionais. Seu denominador comum, além de ser funcionários do Ichilov Hospital, é o endereço da residência – todos vivem na nova torre dos trabalhadores na esquina das ruas Dafna e Henrietta Szold em Tel Aviv. O anfitrião, Eitan Weisgan, vive no décimo andar, um dos 29 andares da torre, que inclui 274 apartamentos.

Uma das razões pelas quais Weisgen, de 38 anos, originário de Eilat, concordou com este arranjo, é o pesadelo que o precedeu. Até que ele se mudou para seu apartamento atual, ele viajava diariamente para Ichilov de um assentamento no sudoeste de shomoron. “Eu não tinha escolha, estava procurando um apartamento em Tel Aviv, mas não valia a pena viver aqui por causa dos preços altos”, diz ele. Wizgen preferiu os engarrafamentos por  que ele não podia dar ao luxo de viver em tel aviv até descobrir que ele tinha direito a um apartamento no prédio.

Seu vizinho, Adi Pinto, 27 anos, enfermeiro em uma das enfermarias internas, chegou recentemente ao Hospital Ichilov, na distante cidade de Tsfat. “Eu estava n onibus  Tel Aviv-Tsfatpor quase um ano, então eu estava com uma porcentagem mais baixa de trabalho, e não consegui dar mais mudanças”, diz ela. “Eu não queria viver com parceiros e o preço mais baixo que encontrei para um único apartamento não caiu de NIS 5.000 por mês, preferiria fazer essas viagens,.

O aluguel que Weisgen e Pinto pagam – 3.700 NIS por mês para um novo apartamento de dois quartos – é 20-30 por cento menor do que os preços de mercado. “Eu pago NIS 3.700, e ainda é barato em comparação com o que eu paguei em Samaria, se pesarmos o custo do combustível e o tempo gasto em engarrafamentos”, diz Weisgan, que estima que muitos moradores do prédio se mudaram para ele da periferia.

fonte: https://www.themarker.com/realestate/MAGAZINE-1.5599450

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *